(31) 3889-7400 - 3889-6400   -    9 9435-6600  -    contato@visamais.com.br

Área de login
Please wait, authorizing ...
×

Especialista aponta falhas que dão dor de cabeça a quem declara o IR, como as despesas médicas e o rendimento de dependentes.
Cometer erros na hora de declarar o Imposto de Renda é mais comum do que se imagina, afirma os especialistas.

E entre os principais equívocos, afirmou a contador e coordenador de curso de Ciência Contáveis da Faculdade Pio XII, está não declarar de forma correta os dependentes.
"Em geral, as pessoas declaram como dependente um filho que já passou da idade legal para ser considerado como tal (21 anos) ou então não declaram que, mesmo sendo dependente, ele teve um rendimento", disse.
Outro erro comum, continuou, é cometido na hora declarar as despesas médicas. "As pessoas, às vezes, acabam declarando uma despesa médica que não foi informada pelo médico".
Segundo o especialista, acontece também de alguns contribuintes acharem que medicamentos de uso continuo se encaixam em despesa médica, mas eles não podem ser descontados.
"As pessoas cometem muitos erros porque não sabem, não por má fé, e acabam caindo na malha fina por um equívoco que não foi intencional. Para a Receita Federal, esses erros podem ser fraudes e, por isso, são passíveis de penalidade, como muitas", frisou.

Correção
Ao perceber que cometeu algum erro, o contribuinte deve fazer uma declaração retificadora o quanto antes para evitar cair na malha fina e eventualmente sofrer algum tipo de penalidade.
Só é possivel fazer a declaração retificadora no prazo máximo de cinco anos, desde que a declaração não esteja sob procedimento de fiscalização.